Anais CBFic - Volume 1 - 2018

Sociedade Brasileira de Ficologia - SBFic

Publicado em 26/11/2018

Volume 1 - 2019

Título do Trabalho

CARACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS E EFEITO ANTIOXIDANTE “IN VITRO” DE POLISSACARÍDEOS SULFATADOS DA CIANOBACTÉRIA ASTHROSPIRA PLATENSIS GOMONT PRODUZIDA EM EFLUENTE DE TILAPICULTURA

Autores

JEFFERSON SILVA FERREIRA, EUGENIO JANUáRIO RAMOS NETO, MATHEUS MOREIRA PINHEIRO, THAíS DE OLIVEIRA COSTA, VALESCA INGRID NOBRE SANTOS , JOSé ARIéVILO GURGEL RODRIGUES, JOHNNY PETER MACEDO FEITOSA, SANDRA DE AGUIAR SOARES, ANA LúCIA PONTES FREITAS, IANNA WIVIANNE FERNANDES DE ARAúJO

Modalidade

Resumo

Área Temática

3 BIOTECNOLOGIA E INOVAçõES

Data de Publicação

26/11/2018

País da Publicação

Brasil

Idioma da Publicação

Português

Página do Trabalho

http://sbfic.org.br/anais_show/62

ISSN

Aguardando...

Palavras-Chave

Biorreator, biomassa verde, polímeros aniônicos, oxidação.

Resumo

Asthrospira platensis é uma cianobactéria que apresenta benefícios à saúde humana e para aplicações industriais. A produção de biomassa desse organismo em efluente de tilapicultura, como fonte em polissacarídeos sulfatados (PSs), sugere alternativa aos antioxidantes sintéticos conhecidos por desenvolverem câncer e outras complicações. Este estudo analisou dois períodos de extração sobre as características estruturais e o potencial antioxidante “in vitro” de PSs de A. platensis cultivada em um sistema orgânico utilizando caixas d’água de 500 L na Estação de Aquicultura/UFC. No Centro de Biotecnologia Aplicada à Aquicultura, 4 g de biomassa desidratada foram digeridas com papaína (3 ou 24 h, 60°C), em tampão acetato de sódio 100 mM, pH 5, contendo cisteína e EDTA, ambos a 5 mM, para obtenção dos PSs. Após filtração, os PSs foram precipitados (4°C; 24 h) com álcool comercial (3:1; v:v). O rendimento (%, n=3) foi baseado na biomassa inicial e os valores submetidos ao teste t-studant (p < 0,05). A análise físico-química dos PSs foi conduzida por eletroforese em gel de agarose vs. condroitim sulfato, dermatam sulfato e heparina, usando “stains-all” como revelador. As propriedades estruturais dos PSs foram examinadas por espectroscopia de infravermelho (IV) com Transformada de Fourier, usando pastilhas de KBr na região de 4000 a 500 cm-1. O efeito antioxidante “in vitro” foi avaliado pela inibição do radical livre DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazil) e capacidade antioxidante total pela formação do complexo fosfomolibdênio, comparando-se ao hidroxitoluenobutilado e ácido ascórbico, respectivamente. Os dados foram sujeitos à ANOVA, seguidos pelo teste de tukey (p < 0,05). Os resultados mostraram rendimento equivalente (p > 0,05) de PSs (5,06 ± 0,65 e 4,57 ± 0,33% para 3 e 24 h, respectivamente). O perfil eletroforético indicou bandas cianas polidispersas migrando como heparina, após 24 h de tratamento com “stains-all”, sugerindo à presença de ácido urônico nas amostras do polímero analisadas. Investigação por IV mostrou regularidade estrutural dos PSs obtidos de ambas às condições, apresentando ácido urônico, éster sulfato e ligações glicosídicas. Na avaliação do efeito antioxidante “in vitro”, os PSs reduziram, dependente de concentração (0,125-4 mg mL-1), as reações oxidativas nos testes empregados, cujos efeitos inibitórios médios (p > 0,05) foram de 18,42 a 54,76% no teste DPPH e de 0,05 a 11,65% na capacidade antioxidante total, respectivamente. Entretanto, tais potenciais antioxidantes mostraram-se inferiores aos controles (0,5 mg mL-1; 99%). Portanto, extração por 3 h sugere ótima para obter PSs antioxidantes de A. platensis produzida em efluente de tilapicultura.