Anais CBFic - Volume 1 - 2018

Sociedade Brasileira de Ficologia - SBFic

Publicado em 26/11/2018

Volume 1 - 2019

Título do Trabalho

MACROALGAS ARRIBADAS DA PRAIA DE EMBOACA, CE: BIODIVERSIDADE E POTENCIAL BIOTECNOLóGICO

Autores

MARIA IRISVALDA L. G. CAVALCANTI, FUNGYI CHOW, TALISSA B. HARB, MUTUE T. FUJII

Modalidade

Resumo

Área Temática

1 BIODIVERSIDADE, FILOGENIA E ECOFISIOLOGIA

Data de Publicação

26/11/2018

País da Publicação

Brasil

Idioma da Publicação

Português

Página do Trabalho

http://sbfic.org.br/anais_show/49

ISSN

Aguardando...

Palavras-Chave

Algas arribadas, biodiversidade, bioprospecção, recursos naturais renováveis

Resumo

As algas marinhas bentônicas quando arrancadas dos seus substratos nos habitats naturais, geralmente, o infralitoral, depositam-se nas praias, acumulando-se na área compreendida entre os níveis de baixamar e preamar. Este é um fenônemo natural relacionado às condições oceanográficas como temperatura, correntes, ventos, hidrodinamismo e sazonalidade. Na costa brasileira, arribadas de macroalgas ocorrem com frequência em muitas praias do nordeste e do sudeste. Como parte do projeto “Alimentos saudáveis e sustentáveis para seres humanos e animais com base em macroalgas – SeaFeed”, entre instituições de ensino e pesquisa nacional e internacional, foi realizado o levantamento da biodiversidade das macroalgas arribadas à Praia de Emboaca, município de Trairi - CE, nordeste do Brasil (3º12'23.5"S39º18'37.1"W), em março de 2018, com o objetivo de avaliar a composição e o potencial de aproveitamento biotecnológico das espécies mais abundantes. A amostragem foi realizada utilizando-se o método de transecção e a identificação taxonômica foi feita sob estereomicroscópio e microscópio, com base em caracteres morfológicos. Foram identificados 68 táxons, dentre eles 45 Rhodophyta, 11 Ochrophyta e 12 Chlorophyta. As algas vermelhas Gracilaria domingensis (Kützing) Sonder ex Dickie (15,2%), Botryocladia occidentalis (Børgesen) Kylin (10,0%) e Bryothamnion triquetrum (S.G.Gmelin) M.Howe (5,0%), estão entre as que se apresentaram como promissoras para bioprospecção em termos de biomassa. Os resultados obtidos no presente estudo abrem perspectivas para avaliação das propriedades bioativas como fonte de produtos biofuncionais e aproveitamento do potencial biotecnológico das algas arribadas, num momento em que há esgotamento de uso dos recursos naturais.