Anais CBFic - Volume 1 - 2018

Sociedade Brasileira de Ficologia - SBFic

Publicado em 26/11/2018

Volume 1 - 2019

Título do Trabalho

GRACILARIA BIRDIAE COMO BIOMASSA PARA A PRODUÇÃO DE PIGMENTO E ÁGAR SOB O CONCEITO DE BIORREFINARIA

Autores

ANA CAROLINA MARTINS DANTAS , INGRID QUEIROZ DE MIRANDA , ANTôNIO ALVES DA SILVA NETO , MARJORY LIMA HOLANDA ARAúJO , ACRISIO JOSé UCHôA BASTOS FILHO, FRANCISCO ÉWERTON DE SOUZA LIMA , FRANCISCO LUCAS DE SOUZA LOPES , TICIANA DE BRITO LIMA HOLANDA

Modalidade

Resumo

Área Temática

3 BIOTECNOLOGIA E INOVAçõES

Data de Publicação

26/11/2018

País da Publicação

Brasil

Idioma da Publicação

Português

Página do Trabalho

http://sbfic.org.br/anais_show/160

ISSN

Aguardando...

Palavras-Chave

Macroalga, Rhodophyta, R-Ficoeritrina, Ficocolóide

Resumo

As macroalgas são usadas como fonte de alimento e de compostos de interesse industrial há muitos anos. As indústrias de cosmético, fármacos, alimentos, produtos químicos e energia são as que mais utilizam os derivados das macroalgas. Um desses compostos é o pigmento fotossintético vermelho denominado R-Ficoeritrina (RFE), uma ficobiliproteína com poder corante e fluorescente ainda utilizado em pequena escala e o outro é o ágar, um polissacarídeo com propriedades gelificante, espessante e estabilizante amplamente aplicado em diferentes produtos industrializados. Diante disso, o objetivo do trabalho foi propor uma biorrefinaria para obtenção de R-ficoeritrina e ágar a partir da macroalga. Gracilaria birdiae cultivada no litoral cearense. Inicialmente, foi realizada extração aquosa do pigmento de G. birdiae com tampão fosfato de potássio 0,025 M, pH 6,5, após a extração a solução do pigmento foi precipitada com sulfato de amônio a uma fração de 25-50% e liofilizada para armazenamento. O resíduo da extração de pigmento foi utilizado na extração de ágar. A extração foi iniciada com um tratamento alcalino usando 6% de NaOH e logo após uma neutralização com 0,025% de ácido sulfúrico. Após, foi realizada uma extração foi feita a quente com proporção de 1:45 (m/v) de água destilada. Todo o trabalho foi realizado em quintuplicata. Como resultado na extração de R-FE, o rendimento médio foi de 0,154 mg/g de alga fresca com desvio padrão de ± 0,022 , com índice de pureza médio de 0,304 com desvio padrão de ± 0,046. Em relação Já o rendimento de extração de ágar do resíduo da extração de pigmento foi de 26% com desvio padrão de ± 14% . Conclui-se que foi possível estabelecer um processo integrado de extração do ágar e do pigmento vermelho (R-ficoeritrina) da macroalga cultivada no litoral cearense Gracilaria birdiae, em sistema de biorrefinaria sem prejuízo dos rendimentos de ambos os produtos de elevada importância comercial