Anais CBFic - Volume 1 - 2018

Sociedade Brasileira de Ficologia - SBFic

Publicado em 26/11/2018

Volume 1 - 2019

Título do Trabalho

TAXONOMIA E VARIAçãO SAZONAL DE NEIDIUM (BACILLARIOPHYTA) EM DOIS LAGOS DA ÁREA DE PROTEçãO AMBIENTAL DE ALTER DO CHãO (SANTARéM, PARá, BRASIL)

Autores

ANDREIA CAVALCANTE PEREIRA, REGIANE GABRIELE ROCHA VIDAL

Modalidade

Resumo

Área Temática

1 BIODIVERSIDADE, FILOGENIA E ECOFISIOLOGIA

Data de Publicação

26/11/2018

País da Publicação

Brasil

Idioma da Publicação

Português

Página do Trabalho

http://sbfic.org.br/anais_show/138

ISSN

Aguardando...

Palavras-Chave

águas claras, diatomáceas, inundação, taxonomia, Amazônia

Resumo

Trabalhos taxonômicos de diatomáceas no estado do Pará são considerados reduzidos em lagos de inundação, em especial, para a família Neidiaceae. O presente estudo teve por objetivo realizar um levantamento taxonômico das espécies de Neidium em amostras planctônicas dos lagos Verde e Jurucuí. Esses ambientes encontram-se em uma Área de Proteção Ambiental denominada APA Alter do Chão. As amostras foram coletadas no período de novembro de 2015 a julho de 2016, em escala trimestral englobado os períodos de seca, enchente, cheia e vazante, totalizando 28 amostras, fixadas em solução Transeau. Para análise morfológica das diatomáceas, as amostras foram oxidadas e montado entre lâmina e lamínula. Concomitantemente as coletas, foram efetuadas medidas, nas camadas superficiais da lâmina d'água, de temperatura, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, pH, profundidade e transparência da água. Foram constatados 19 táxons e o período de águas baixas apresentou a maior riqueza (15 espécies). Neidium apiculatum é citada pela primeira vez no Brasil e N. iridis pela primeira vez na Amazônia Brasileira, ampliando-se o conhecimento da distribuição das espécies de diatomáceas para a família. Quanto à distribuição, a maior porcentagem de ocorrência foi de organismos esporádicos, fato comum em estudos de flora ficológica nos ambientes continentais, em especial na Amazônia. Neidium apiculatum, apesar de ser considerada uma espécie de distribuição rara, foi agrupada entre as espécies frequentes e amplamente distribuída no Lago Verde. Com este trabalho, pôde-se obter informações mais completas das populações analisadas, fornecendo subsídios futuros para o conhecimento da composição florística do gênero em um ambiente amazônico. Além disso, observou-se que há uma necessidade de mais estudos do grupo de diatomáceas por este ser um sistema que sofre grande influência das atividades antropogênicas, realizadas pelos próprios moradores de Santarém e turistas que frequentam constantemente este ambiente como principal balneário da cidade, além do crescimento urbano em expansão e o despejo de efluente doméstico continuadamente nos lagos, o que contribui para a poluição de microhabitats.